Dicas para viajar para Toronto – Canadá

No programa passado eu comecei meu tour por Toronto. Depois de te levar para conhecer diferentes bairros, restaurantes bacanas, um parque de diversões digno de filmes e pontos turísticos imperdíveis na cidade, hoje estou de volta para mostrar mais deste destino maravilhoso!

Dando continuidade à minha visita, fui a lugares em Toronto, que atraem tanto os turistas, quanto os moradores locais.

A primeira parada foi no St Lawrence Market, onde encontrei produtos de ótima qualidade. De lá segui para um tour cheio de informações sobre arte e fiquei frente a frente com os sapatos de Dalai Lama, Elton John, Justin Bieber e de outras celebridades, no Bata Shoe Museum!

Eu não poderia deixar de fora da minha programação, a Toronto Island! Lugar imperdível, de onde tirei minhas melhores fotos com o skyline da cidade! Para repor minha energia, escolhi um fastfood que serve uma grande variedade de poutini, prato super típico e popular entre os canadenses.

E aproveitei a viagem para fazer também os passeios da vizinha Niagara, tão famosa por suas cataratas! Passeie de barco, conheci os segredos por trás das quedas d’água, voei sobre elas e terminei o dia em uma linda vinícola.

Na Peller Estate eu fui muito bem recebido pela Rebecca, que me ensinou um pouquinho de cada uma das etapas de produção de vinhos. Despois de abrir o tour com uma taça de espumante, fui até as parreiras ver como as uvas são produzidas. São cultivados 3 tipos de uva e eu tive a oportunidade de experimentar a cabernet sauvignon, que nessa época está docinha e quase pronta para servir de matéria prima para os vinhos da casa.

Aqui são produzidos 12 tipo de vinho, entre eles o ice wine, vinho especial, produzido, sobretudo na Alamanha e no Canadá, onde as temperaturas são necessárias frias. 75% do icewine no Canadá vem de Ontário.

Esse é um tipo de vinho de sobremesa produzido a partir de uvas que foram congeladas ainda na videira, a -10ºC , por isso o sabor dessas uvas são mais concentrados. Essas frutas são pressionadas ainda congeladas, resultando em quantidade menor de vinho produzido, consequentemente, são vendidas a valores elevados.

Para a degustação do icewine, foi criado o 10 bellow ice wine longe, bar de gelo, que reproduz a temperatura que que as uvas ficam congeladas. Para deixar a experiência ainda mais autêntica, são oferecidas luvas e jaquetas aos visitantes.

No final do tour, como esta vinícola valoriza a cultura “food and wine”, que em português significa comidas e vinhos, tive a prova de que os produtos da Pellers Estate, realmente harmonizam perfeitamente com as delícias servidas em seu refinado restaurante!

De Toronto fui de carro para Niagara. São 130km, que eu levei cerca de 2 horas, mas esse tempo pode variar conforme o trânsito. Meu passeio pelo Niagara Park começou com Journey Behind the Falls, experiência bacana que me mostrou as cataratas por um outro ângulo; eu fiquei impressionado com tanta água.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *